Os cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar a nossa página, concorda com a nossa política de cookies. Saiba Mais

Miguel Leal: rescaldo Boavista - Nacional

2017-05-06


Miguel Leal, no rescaldo do jogo, admite ter sido uma partida “atípica” do Boavista. “Valeu pelos golos mas foi mal jogado, especialmente da nossa parte”.

“Estivemos desconcentrados, entrámos mal no jogo. Houve um período em que  estivemos mais por cima, mas andámos sempre atras do prejuízo”.

“Os jogos valem todos 3 pontos, não se pode encarar nenhum adversário de forma diferente. Quando isso acontece, o foco não é o mesmo nem o coletivo. Faltou o mesmo espírito e a mesma atitude”.

O treinador axadrezado acrescenta que “este clube não se compadece com este tipo de entrega e é preciso os jogadores perceberem muito bem isso”.

Considera o resultado ajustado pois “o Nacional teve mais oportunidades, mas a mais flagrante foi nossa. A todos cá fora tudo nos parece fácil, mas quem está lá é que sabe. Às vezes são fracções de segundos que decidem tudo. Só não falha quem não joga”.

Miguel Leal contrapõe que continua a acreditar que o Boavista vai “pelo menos, igualar a melhor classificação da década”.

Termina deixando uma palavra de apreço para o Nacional, desejando “felicidades para a próxima época”.